Subdomínios no Site

Um subdomínio é uma parte do seu domínio, ou seja, uma parte do seu site. Na prática, ele representa um prefixo do seu domínio. Um dos portais que mais utiliza esse recurso, de forma bem compreensível, é o site da Globo.com. Exemplos:

ge.globo.com
g1.globo.com
gshow.globo.com

Não necessariamente precisa ter o www na frente, essa é outra questão que explicaremos em outra oportunidade.

Alguns sites podem se beneficiar bastante do subdomínio, como por exemplo:

  1. Site de moda que decidiu ter uma loja para vender seus produtos, pode usar um subdomínio do tipo loja.site.com.br .
  2. Um artista que além de expor seu portifólio, quer ter um blog para escrever matérias, pode ter um domínio separado para seu blog.
  3. Uma loja multimarcas, pode criar um subdomínio para cada marca, para que o cliente encontre facilmente os produtos que deseja.

O subdomínio não precisa ser registrado no Registro.br nem no Register.com e na maioria dos provedores de hospedagem, não é preciso pagar a mais para ter subdomínios. Ele é gratuito (normalmente).

Para se criar um subdomínio na Locaweb, que é o provedor de hospedagem que utilizamos, é um processo muito simples, feito em questão de minutos. No Painel de Controle, acesse a opção Hospedagem > Domínios > Adicionar novo domínio. Selecione o botão Subdomínio:

Nesta tela, bem intuitiva, basta preencher o nome do subdomínio e a pasta para onde será direcionado o subdomínio. O importante é verificar se o subdomínio está dentro do seu site ou se está em local externo. A Locaweb ainda oferece a opção de redirecionar para uma página em construção ou para a raiz do site. No nosso caso, vamos criar um subdomínio para o nosso Blog, assim quando o usuário acessar blog.nishiweb.com.br, será direcionado para nosso Blog Nishiweb.

Pronto! Depois de alguns minutos o subdomínio começará a funcionar! Se quiser testar, clique no recém-criado subdomínio:

blog.nishiweb.com.br

Segurança SSL em Subdomínios

Se por um lado a criação de Subdomínios não tem custos na hospedagem, por outro lado o certificado SSL tem custos. Como explicamos anteriormente no texto sobre Certificado SSL, dependendo da sua contratação, os subdomínios não estarão inclusos, apenas os subdiretórios. Assim, será necessário contratar um novo certificado para cada subdomínio ou procurar um plano abrangente para cobrir todos os eventuais subdomínios que deseja criar.

SEO de Subdomínio ou Subdiretório

Uma dúvida comum em termos de SEO é: qual é mais importante, o subdomínio ou o subdiretório? Na teoria, o algoritmo do Google considera o subdomínio mais importante que o subdiretório, mas é bem verdade que na prática, o mais relevante é mesmo o conteúdo da página. Não basta ter um subdomínio chamado “webdesign” por exemplo, para aparecer de uma hora para outra nas primeiras posições do Google. É necessário trabalhar o seu conteúdo e ter autoridade sobre o assunto, até se atingir um patamar maior, é um trabalho de construção muitas vezes demorado. Mas a organização do seu site em subdomínios pode ajudar!

Como incluir o Certificado SSL no seu site

O SSL (Secure Sockets Layer) é um Certificado Digital que garante segurança nas transações online, entre o usuário e o website. Em termos práticos, significa que, quando um usuário preenche um formulário digital, por exemplo, as informações são criptografadas para que não haja vazamento de informações. Essa criptografia é feita por uma chave única, em posse da empresa certificadora.

A cerca de 15 anos atrás, com a popularização de sites de e-commerce, tornou-se necessário proteger informações sigilosas como cartões de crédito, dados bancários e senhas de e-mail. Fez-se necessário a utilização de criptografia para proteger tais dados, então investiu-se muito na criação de certificados que garantissem a segurança desses dados. Porém, de alguns anos para cá, cada vez mais golpes de internet obrigaram as empresas a adotarem medidas de segurança até nos formulários mais triviais.

E finalmente em julho de 2018, o Google praticamente decretou a necessidade de se possuir um certificado SSL em todos os sites, priorizando em suas buscas os sites que possuem Certificado SSL. O navegador Chrome deixou de exibir certos sites, e em alguns casos mostrando uma tela assustadora de aviso de site não seguro para os sites que não possuem SSL. E em sites com baixo risco de invasão (sites que não possuem formulários, por exemplo), simplesmente mostra um ícone e o aviso “Não seguro” no prefixo da URL, ao contrário do famoso “cadeado”.

Então para garantir segurança para seus usuários e além disso ter uma prioridade na busca do Google, todo site precisa de um certificado SSL.

Como incluir o SSL em meu site?

A maioria dos provedores de internet possuem algum tipo de pacote que inclui o certificado SSL. Na Locaweb, por exemplo, toda hospedagem possui um certificado SSL compartilhado. A maior desvantagem do SSL compartilhado em relação ao SSL próprio, é a necessidade de usar o prefixo por exemplo: https://ssl.websiteseguro.com/seu-domínio Ou seja, a URL fica um tanto longa e não intuitiva.

Vou citar aqui o exemplo de como contratar na Locaweb, que é meu provedor de hospedagem, e acredito que nos grandes provedores o processo seja semelhante. A Locaweb possui um passo a passo bem simples de seguir, e o primeiro passo é solicitar a contratação, gerar o boleto e pagar. Após a confirmação de pagamento, a Locaweb envia por e-mail um link para fazer o cadastro e solicita que se abra um chamado para gerar a chave CSR, uma espécie de senha gigantesca e portanto impossível de ser adivinhada. Essa CSR é gerada pela empresa certificadora, e depois deve ser informada para o provedor de hospedagem.

Como sou Desenvolvedor Locaweb, a própria Locaweb se encarrega de realizar alguns passos de instalação, poupando algum tempo, então o terceiro passo é a configuração de redirecionamento. Assim, se o usuário digitar por exemplo “www.nishiweb.com.br”, ele vai ser redirecionado automaticamente para “https://nishiweb.com.br”, evitando assim que ele veja uma página não segura dentro do seu site.

O redirecionamento é bem fácil de se fazer, bastando acrescentar o código abaixo no arquivo .htaccess do seu site:

RewriteEngine On
RewriteCond %{SERVER_PORT} 80
RewriteRule ^(.*)$ https://www.seudominio.com.br/$1 [R,L]

Caso seu site não tenha o .htaccess, é só criar um usando um bloco de notas e salvar na raiz do seu site.

Pronto, assim a segurança do seu site estará garantida!